APAF / 18/12/2017

APAF realizada no fim de semana traz importantes decisões para a categoria

Nos dias 16 e 17, foi realizada a Assembleia de Políticas, de Administração e das Finanças do Sistema Conselhos de Psicologia (Apaf), na sede do Conselho Federal de Psicologia (CFP) em Brasília. No seu exercício de atribuições, a Apaf delibera sobre questões de interesse da entidade, da categoria e do Sistema Conselhos nos âmbitos político, administrativo e financeiro, orientando ações acordadas em todos os Conselhos Regionais, respeitando as suas singularidades. 

 

Durante o fim de semana de atividades, foram tomadas importantes decisões para a categoria. No sábado, delegadas e delegados da categoria reunidos em Brasília, decidiram por unanimidade que Profissionais da Psicologia travestis e transexuais terão o nome social destacado, ao lado da fotografia, na frente da carteira de identidade emitida pelos Conselhos Regionais de Psicologia e ainda, a inclusão dos campos “raça/cor” e “identidade de gênero” no Cadastro Nacional de Psicólogas/os.

 

No domingo, foi decidida a regulamentação de normas de atuação em relação às pessoas travestis e transexuais. A resolução determina que profissionais da Psicologia, em sua prática profissional, devem atuar de forma a contribuir para a eliminação da transfobia – compreendida como todas as formas de preconceito, individual e institucional, contra as pessoas travestis e transexuais e orienta que as/os profissionais não favoreçam qualquer ação de preconceito ou se omitam frente à discriminação de pessoas transexuais e travestis. O texto aprovado passa a vigorar a partir de sua publicação no Diário Oficial da União.

 

Outra decisão tomada pelas/os delegadas e delegados foi pela reformulação da Resolução CFP 11/2012, que regulamenta os serviços psicológicos realizados por meios tecnológicos de comunicação a distância. A nova norma considera ser dever profissional prestar serviços psicológicos de qualidade, em condições de trabalho dignas e apropriadas à natureza desses serviços, utilizando princípios, conhecimentos e técnicas fundamentados na ciência psicológica, na ética e na legislação profissional e também nas disposições do Código de Ética e que os meios tecnológicos de informação e comunicação (TICs) são ferramentas que podem ajudar no atendimento síncrono ou assíncrono.

 

O atendimento de pessoas e grupos em situação de urgência e emergência de forma on-line foi considerado inadequado e o atendimento em situação de violação de direitos ou de violência, vedado, segundo a nova norma. Ambos devem ser executados de forma presencial. A nova resolução entrará em vigor 180 dias após a data de sua publicação.

 

O CRP SP foi representado por uma delegação composta pela Conselheira Presidenta Luciana Stoppa, Conselheiro Tesoureiro Guilherme Raggi e os Conselheiras/os Ivani Oliveira, Monalisa Muniz Nascimento e Vinícius Cesca e avalia que importantes resultados para a categoria foram alcançados.

 

A Apaf acontece pelo menos duas vezes ao ano e é composta por conselheiros federais e regionais. Para assistir aos vídeos da Assembléia, acesse: https://www.youtube.com/user/confederalpsicologia.





Mais Notícias

Institucional

Conheça o CRP SP
Conselheiros
Subsedes
Comissões
Licitações
Transparência
Nova sede
Atendimento

Anuidades
Atualizar cadastro
Cadastro nacional
Concursos
Declaração Profissional
Validação de Declaração
Inscrição de empresa
Inscrição pessoa física
Profissionais inscritos
Entrega de CIP
Orientação

Código de Ética
Manuais
Representações
Título de especialista
Legislações
Tabela de honorários
Testes psicológicos

Publicações

Boletins CRP SP
Cadernos temáticos
Campanhas e ações
Cartilhas
CREPOP
Diversos
Exposições virtuais
Jornal Psi
Livros
Memória da Psicologia
Notícias
Páginas temáticas
Quadrinhos
TV Diversidade
Vídeos
Agenda

Agenda CRP SP
Outros eventos
Indique um evento
Transmissões online
Planejamento estratégico
Conselho Regional de Psicologia 6ª Região | R. Arruda Alvim, 89 | 05410 020 | São Paulo/SP | Tel. 11 3061 9494