<<<<<<< HEAD =======
>>>>>>> 137f0d3db19553be24ec72ae224242a0d3387448

Vídeos



Ciampa - construção de uma teoria: identidade-metamorfose-emancipação


Publicado em: 4 de setembro de 2019

Antonio da Costa Ciampa é criador de uma teoria da identidade pioneira na psicologia brasileira, intelectual e professor militante. A partir da PUC de São Paulo, Ciampa desenvolve atividades que captam e traduzem o movimento histórico e as mutações que influenciam e modificam a formação e a atuação da identidade do indivíduo brasileiro. Sua teoria reflete na ação, que tem como exemplo inicial seu papel determinante na criação do TUCA e na lendária produção da peça “Morte e Vida Severina”. O espetáculo vai inspirar sua dissertação de doutorado, “A Estória do Severino e a História de Severina, um ensaio de psicologia social”, publicado pela editora Brasiliense em 1987. No livro está a base da teoria da identidade criada por Ciampa, ele mesmo protagonista de sua teoria, um pensador em permanente mutação desafiando os pressupostos que congelam a identidade.

Tendo a PUC e a conjuntura social e econômica dos períodos históricos em que Ciampa atua como pano de fundo (pós guerra no Brasil e redemocratização depois do Estado Novo, o desenvolvimentismo, a contracultura, o golpe militar, a resistência estudantil no Brasil e os movimentos culturais libertários mundiais dos anos 1960, as batalhas e a atribulada retomada da democracia no país), a narrativa explora a atitude desafiadora de Ciampa em relação as teorias de identidade desse período e o papel do professor como formador de psicólogos de postura original e olhar generoso para as contradições de seu tempo.